Treinar e visualizar para a melhor performance

Sempre pensei que tinha uma boa direita. Forte, determinada e precisa. Tive esta convicção desde miúda, durante décadas… até ao fim de semana passado. Jogadores do torneio internacional de ténis em Cascais, depois de assistirem à minha final, recomendaram-me a melhorar precisamente essa minha boa direita. Será que não é tão boa como eu pensava? Será que não estou a explorar o meu potencial na íntegra? Dois dias depois pus em prática o conselho e gravei um treino. Fiquei impressionada com o resultado – vi que há de facto muito potencial – e fiquei ainda mais espantada com a minha atitude convencida. Como é possível eu nunca ter avaliado a minha ilusão, nunca ter comparado a imagem subjetiva com a imagem objetiva? Eu que realizei dezenas de media & presentation trainings, primeiro como formanda e depois como formadora. Temos tanto potencial e a câmara revela-nos onde.

Ler mais “Treinar e visualizar para a melhor performance”