KWD Portugal em Palmela investe 13 milhões de euros e cria 100 postos de trabalho

A KWD Portugal em Palmela conseguiu duplicar a produção. Produz agora anualmente sub-conjuntos para 500.000 viaturas para a Volkswagen Autoeuropa, Volkswagen Osnabrück, Seat Autoeuropa, Ford Valencia e Mercedes Vitoria. Este é o resultado de um investimento de 13 milhões de euros feito ao longo dos últimos 18 meses. Comprou 58 robots para soldadura e manuseamento de peças e contratou 100 colaboradores. Hoje, a fábrica de Palmela emprega 240 pessoas. É uma das sete da KWD, fabricante mundial de componentes automóveis. A KWD assume toda a produção do grupo Schnellecke, um dos líderes mundiais em logística e produção para a indústria automóvel.

A fábrica em Palmela destaca-se pela tecnologia de ponta

O investimento do último ano e meio contribuiu para uma maior automatização do processo produtivo graças aos 58 novos equipamentos de manuseamento e soldadura. Ao mesmo tempo, o incremento de processos automatizados face aos processos manuais exigiu um aumento da qualificação dos colaboradores e a aplicação de novas estratégias de organização da produção. Desta forma, a KWD Portugal conseguiu tornar o processo mais eficiente e elevar os níveis de qualidade.

Os 100 postos de trabalho criados distribuem-se pelas áreas operativas: Área de Produção – alimentação da linha de produção, Área de Manutenção – programação e manutenção dos robots, Área de Qualidade – medição e validação de parâmetros das peças de acordo com requisitos dos clientes. A KWD Palmela fornece atualmente conjuntos de peças para os seguintes modelos automóveis: Volkswagen T-Roc, Volkswagen Sharan e Seat Alhambra, Mercedes-Benz Vito e Viano, Ford Transit Connect e o novo Volkswagen T-Roc Breeze. Este último modelo vai ser lançado em breve no mercado.

KWD Palmela reforçou a produção com 58 robots

Ao leme da KWD Palmela estão Roberto Lanaspa e Humberto Dores. Assumiram como objetivo da KWD «sermos a divisão mais bem-sucedida do grupo Schnellecke e passar de uma faturação de 400 milhões em 2017 para 800 milhões de euros até 2025», recorda Humberto Dores. Roberto Lanaspa sublinha a aposta na KWD em Palmela e reafirma a visão do grupo na «importância de explorar o grande potencial de avanço tecnológico». Assim, Palmela está em sintonia com as outras seis fábricas de Espanha, Polónia, República Checa, China e as duas da Alemanha.

Sobre o grupo KWD
A empresa tem mais de 150 anos, passou a designar-se KWD AG em 1994 e em 1998 abriu a fábrica de Espanha, em Pamplona. Em 2020, a fabrica de Palmela completa 20 anos em Portugal. A KWD AG pertence ao Grupo Schnellecke e emprega cerca de 1.500 pessoas em sete fábricas.

Humberto Dores assume liderança do novo grupo KWD

A fábrica de Palmela é uma das sete do produtor mundial de componentes automóveis

A KWD assume toda a produção do grupo Schnellecke, um dos líderes mundiais em logística e produção para a indústria automóvel. Para antecipar as exigências do mercado, interliga as suas sete fábricas, uma delas em Palmela. No leme do barco está um engenheiro português que fez carreira internacional no grupo Schnellecke. Humberto Dores é gestor de topo e foi convidado para liderar a KWD depois de conduzir ao sucesso a Schnellecke na China, em Portugal e na Alemanha. O objetivo é «sermos a divisão mais bem sucedida do grupo Schnellecke e passar de uma faturação de 400 milhões em 2017 para 800 milhões de euros até 2025», declara Humberto Dores.

Ler mais “Humberto Dores assume liderança do novo grupo KWD”

Humberto Dores em entrevista exclusiva à Vida Económica

Humberto Dores, novo líder da multinacional KWD, afirma
“Queremos ser a divisão mais bem sucedida do grupo Schnellecke”

Veja o artigo completo no recorte de imprensa da Vida Económica: Entrevista Exclusiva a Humberto Dores.

Ler mais “Humberto Dores em entrevista exclusiva à Vida Económica”

Schnellecke é premiada com Ford Q1 Award

Desde setembro de 2013 a produzir componentes para a Ford, a Schnellecke Logistics Portugal recebe o prémio Ford Q1, a mais alta distinção da marca automóvel. «Aceitamos este prémio com uma enorme satisfação porque conseguimos cumprir todos os requisitos com o nosso cliente e implementar uma nova tecnologia, designada rollforming», sublinha o diretor-geral da Schnellecke Logistics Portugal, Fernando Oliva. Para se qualificar como fornecedor Q1 da Ford, a empresa sediada em Palmela teve de demonstrar um elevado nível de excelência técnica e satisfazer os standards internacionais no que diz respeito à qualidade, à gestão e aos prazos de entrega.

Ler mais “Schnellecke é premiada com Ford Q1 Award”